quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Retomada de crescimento só em 2021...

Li hoje no Boletim Diário da Somma Investimentos que “o novo adiamento do processo no Conselho de Ética da Câmara por quebra de decoro parlamentar de Eduardo Cunha não foi a pior notícia que o Brasil recebeu ontem. A Moody’s colocou a nota de nosso país em perspectiva negativa. Como o país está no último nível do grau de investimento, se a agência efetivamente rebaixar a nossa nota, o país perderá o grau de investimento. A explicação da Moody’s foi de que o aceite do processo de impeachment contra a presidente Dilma elevou o grau de incerteza política de nosso país e dificultou ainda mais a realização do ajuste fiscal. É muito provável que a agência nos rebaixe no segundo ou no terceiro trimestre de 2016, enquanto a Fitch deve nos rebaixar no primeiro ou no segundo trimestre do próximo ano. É muito triste assistir ao que foi feito com nosso país nos últimos anos. Ainda não enxergamos retomada do crescimento de maneira sustentável antes de 2020 ou 2021.” 

Nenhum comentário:

Postar um comentário